A Questão da Inflação

As controvérsias sobre a inflação, em termos de causas e medidas para solucioná-las, provavelmente decorre das interpretações sobre sua natureza. Entretanto, não foi por falta de tentativas de combatê-la, inseridas nas mais diversas linhas teóricas, que a inflação, no Brasil, que era recorrente nos anos de 1980, disparou no início da década de 1990 e se manteve em níveis elevados por pelo menos três anos seguidos. Apesar de controlada, até os dias atuais a inflação continua pairando como uma ameaça, a justificar políticas de juros altos, baixa taxa de crescimento da economia, forte política de exportação de produtos primários e de importação de produtos industriais, entre outras. Existem diversas concepções teóricas acerca da inflação, com suas respectivas soluções, as quais vão das mais simplistas linhas de raciocínio até as mais complexas. O objetivo deste texto é explicitá-las, de forma relativamente organizada, ou seja, o objetivo deste texto não é outro senão o de mostrar as diversas concepções acerca da origem da inflação e dos motivos de sua manutenção.

José Henrique de Faria

José Henrique de Faria

Professor Titular da UFPR, no Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGADM (Mestrado e Doutorado) em Universidade Federal do Paraná
Pesquisador nas Áreas de Economia Política do Poder em Estudos Organizacionais e de Epistemologia Crítica do Concreto, Metodologia e Teoria.Orientador de Mestrado e Doutorado. Diretor Executivo do Instituto Ambiens de Pesquisa, Educação e Planejamento. Coordenador do Programa de Mestrado em Governança e Sustentabilidade do Instituto de Administração e Economia do Mercosul (ISAE-PR).
José Henrique de Faria

Deixe uma resposta

Carregando...
Pular para a barra de ferramentas