Razão Tradicional e Razão Crítica (Revista de Ciências da Administração)

[huge_it_share]

cover_issue_2421_pt_BRQuestionar a razão que constrói as razões é condição essencial para compreender como se constitui, na atualidade, o ensino e a pesquisa em Administração. Para tanto, o objetivo central deste trabalho é refletir sobre a prática científica caracterizada pela Razão Tradicional (Ciência Moderna) e pela Razão Crítica. Não se trata de avaliar o status dessas razões, mas de propor uma reflexão sobre a prática científica. Assim, faz-se mister verificar o que é razão, sua relação com o Iluminismo e o que se entende por Eclipse da Razão; o entendimento e as características da Razão Tradicional e sua relação com o capitalismo e o progresso; o entendimento e as características da Razão Crítica e sua relação com o materialismo histórico; a relação entre Razão Tradicional e Razão Crítica. A Razão Crítica supera a Razão Tradicional não por negação, mas por incorporação. A Razão Crítica que questiona os porquês, as utilizações, os interesses, as consequências históricas e os resultados obtidos pela ciência.

Acesse o artigo na íntegra clicando no link:

Razão Tradicional e Razão Crítica Revista de Ciências da Administração

José Henrique de Faria
Professor Titular do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do Paraná. Curitiba. PR. Brasil. Professor Titular do PPGS/ISAE-PR. Curitiba. PR. Brasil. E-mail: jhfaria@gmail.com

Francis Kanashiro Meneghetti
Professor do Departamento Acadêmico de Gestão e Economia e do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Curitiba. PR. Brasil. E-mail: fkmeneghetti@gmail.com

Dorival de Stefani
Professor da UNINTER. Curitiba. PR. Brasil. E-mail: dorivaldestefani@gmail.com

Deixe uma resposta

Carregando...
Pular para a barra de ferramentas